Rede Cidade Digital, O que é Cidade Digital? Como funciona uma Cidade Digital? Como implementar Cidades Digitais? Lista das Cidades Digitais, Mapa das Cidades Digitais, Benefícios de uma Cidade Digital, Programa de Cidades Digitais do Governo Federal

Rede Cidade Digital - Paraná TIC reunirá experts da Tecnologia da Informação em Foz do Iguaçu
Paraná TIC reunirá experts da Tecnologia da Informação em Foz do Iguaçu

13/07/2017 09:25h

Paraná TIC reunirá experts da Tecnologia da Informação em Foz do Iguaçu

Evento pretende fortalecer no estado o setor de tecnologia da informação, que deve crescer e faturar R$ 235 bilhões no país em 2017

Os cenários, tendências e as perspectivas de crescimento e desenvolvimento do setor de tecnologia da informação e comunicação no estado do Paraná serão abordados por especialistas nacionais e internacionais na 6ª edição do Paraná TIC, que acontece de 26 a 28 de julho em Foz do Iguaçu.

Organizado pela Assespro-PR, com apoio da Fundação Parque Tecnológico Itaipu (FPTI) – Brasil, FIEP, SEBRAE e Secretaria de Ciência e Tecnologia do Estado - SETI, o evento pretende se consolidar como grande espaço de Digital Business do Cone Sul e entre os maiores do Brasil, além de trazer novas oportunidades de negócios para o setor de TI na região.

Leia também: Fórum de Cidades Digitais do Oeste do Estado abre atividades do Paraná TIC 2017

Para ampliar a geração de negócios e atrair um número maior de profissionais do exterior, especialmente dentro da América Latina, o evento aposta na experiência de palestrantes dos EUA, Colômbia, Argentina, Paraguai e Brasil. São esperadas mil pessoas entre usuários, desenvolvedores, empresários, estudantes, pesquisadores, representantes de governos e da iniciativa privada além de entusiastas que compartilham o interesse comum na expansão do uso de softwares. As inscrições podem ser realizadas no site http://www.paranatic.com.br

Segundo o presidente da Assespro-PR, Adriano Krzyuy, o evento será um marco para a internacionalização das empresas do Cone Sul. “O Paraná TICcumprirá um papel importante na geração de novos negócios entre empreendimentos brasileiros e latino-americanos fornecendo subsídios para que a inovação e o desenvolvimento tecnológico de ponta façam parte da rotina destas empresas”, afirma Adriano.

Temáticas e Rodada de Negócios
Entre os principais temas expostos no encontro estão tecnologias e inovação, empreendedorismo e startups, a conjuntura econômica no Brasil e o impacto no setor de tecnologia, entre outros assuntos relacionados a este mercado.

Outro destaque do Paraná TIC, a Rodada de Negócios Internacionais vai estimular os contatos com novos mercados e facilitar o intercâmbio comercial entre empresas brasileiras e estrangeiras. Realizado em parceria com a Federação das Indústrias do Estado do Paraná (FIEP), esse evento paralelo ao PARANÁTIC pretende proporcionar um ambiente adequado para que o empresário realize novos negócios sem sair do Brasil.

Os empresários do setor também terão a oportunidade de conhecer os passos para a internacionalização de suas empresas. Haverá painéis sobre como estabelecer uma empresa nos EUA, como funcionará o novo visto americano para startup que entra em vigor em julho e as novas regras para empreendedores estrangeiros.

Hackathon Trinacional
Com o foco no tema Smart Energy , a maratona de 36 horas desafiará seus participantes a desenvolver soluções inovadoras com foco no desenvolvimento sustentável global.

Promovido pela Assespro-PR e pela Fundação Parque Tecnológico Itaipu (FPTI) o primeiro Hackathon Trinacional do Mundo tem como proposta apresentar soluções para sites, aplicativos, ferramentas e plataformas de tecnologia que possam ser úteis tanto em grandes quanto em pequenas cidades ao redor do planeta.
A ASSESPRO-PARANÁ vai premiar três ideias desenvolvidas com premiação em dinheiro, sendo R$ 3.000 para o 1º lugar, R$ 2.000 para o segundo lugar e R$ 1.000 para o terceiro lugar. Além disso, as empresas de tecnologia e negócios presentes no evento poderão eleger projetos para financiar.

"Esse é um evento importante para os jovens. Permitirá que eles participem do futuro e não apenas esperem de forma passiva que o governo proponha algo ou que a economia melhore", comenta Adriano Krzyuy.

Via Assessoria Assespro PR