Rede Cidade Digital, O que é Cidade Digital? Como funciona uma Cidade Digital? Como implementar Cidades Digitais? Lista das Cidades Digitais, Mapa das Cidades Digitais, Benefícios de uma Cidade Digital, Programa de Cidades Digitais do Governo Federal

Rede Cidade Digital - Ministério das Cidades participa do 1º Congresso Gaúcho de Cidades Digitais
Ministério das Cidades participa do 1º Congresso Gaúcho de Cidades Digitais

Por Sharlene Sarti em 01/08/2017 15:10h

Ministério das Cidades participa do 1º Congresso Gaúcho de Cidades Digitais

Programa Capacidades aproveita a facilidade e o baixo custo que as tecnologias e a internet oferecem para ampliar o alcance da proposta de capacitar servidores, entretanto, baixa conectividade ainda dificulta

Congresso ocorrerá nos dias 10 e 11 desse mês

O Ministério das Cidades apresenta a gestores e vereadores durante o 1º Congresso Gaúcho de Cidades Digitais, que será realizado na próxima semana em Bento Gonçalves, o Capacidades - Programa Nacional de Capacitação das Cidades (PNCC), vinculado à Secretaria Nacional de Desenvolvimento Urbano (SNDU). Segundo o coordenador do Capacidades, Paulo Coelho Ávila, além das atividades presenciais, o programa aproveita a facilidade e o baixo custo que as tecnologias digitais e a internet oferecem para ampliar o alcance da proposta de levar, ao maior número possível de municípios, informação técnica, cursos e outros subsídios para que os governos implementem no nível local políticas e projetos que colaborem com a melhoria da qualidade de vida dos cidadãos e a construção de cidades democráticas e sustentáveis.

Atualmente, mais de 100 mil pessoas estão cadastradas no Portal do Capacidades, que oferece formação continuada aos servidores públicos dentro no processo de informatização das Prefeituras. “As políticas urbanas devem responder às demandas locais e nem sempre o que deu certo em um lugar dará certo em outro. Uma segunda questão se vincula à característica dinâmica inerente ao desenvolvimento das cidades, que estão em constante evolução, onde os gestores locais devem estar preparados para enfrentar situações que muitas vezes não foram previstas ou enfrentadas anteriormente. Em todos os casos, a capacitação continuada, a informação, visão crítica e inovação, todas interligadas entre si, são cada vez mais fundamentais para um planejamento e uma gestão ajustadas à realidade local e que sejam eficazes para o desenvolvimento urbano sustentável”, afirmou Ávila.

Conectividade – Além de questões culturais, a baixa qualidade da internet nas localidades distantes dos grandes centros também aparece como um dos entraves para a formação continuada dos servidores, na opinião do coordenador do Capacidades, e na adoção de tecnologia para otimizar o atendimento à população. “Visitei uma vez um município em Roraima cuja conexão brasileira de internet era muito instável e eles optaram por uma conexão da Venezuela, que também não era tão melhor assim”, exemplifica.

Apesar da Pesquisa do Perfil dos Municípios Brasileiros do IBGE apontar que em 2014 praticamente 100% dos municípios brasileiros já possuíam computadores com acesso à internet, Àvila lembra que “a informatização ainda não é plena, uma vez que 35% não possuem intranet, os cadastros informatizados, quando existentes, não conversam entre si e 60% não desenvolvem políticas para oferecer serviços pela internet como governo eletrônico ou digital”.

“Tais questões tem um rebatimento direto na construção de capacidades institucionais dos municípios, principalmente dos recursos humanos, e no acesso à informação. Um primeiro passo para superar esse quadro é expandir os investimentos para melhorar a qualidade e aumentar a segurança da internet no Brasil, especialmente dos serviços de banda larga. A partir daí, cada vez mais utilizar sistemas inteligentes que usam a informação para aperfeiçoar o planejamento e a gestão dos serviços urbanos e, para isso, a capacitação dos gestores públicos é fundamental”, completou.

1º Congresso Gaúcho de Cidades Digitais – O evento irá reunir, dias 10 e 11 de agosto, em Bento Gonçalves, prefeitos, gestores, vereadores e empresários para tratar de tecnologia nos pequenos municípios. Gratuito para servidores públicos, o Congresso é organizado pela Rede Cidade Digital (RCD) em parceria com a Prefeitura de Bento Gonçalves. O diretor da RCD, José Marinho, explica que o objetivo é promover a troca de experiências e facilitar o planejamento dos municípios no setor de Tecnologia da Informação e Comunicação, facilitando o surgimento das cidades digitais e inteligentes no Estado.

As inscrições podem ser feitas pelo http://congressors.redecidadedigital.com.br

O 1º Congresso Gaúcho de Cidades Digitais tem o patrocínio master da ENW, ouro da Exati Tecnologia; prata da Lema Tecnologia, Delta e W3; bronze do SAJ Procuradorias, Algar Telecom e Prefeitura e Você. A iniciativa tem o apoio do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, das Associações de Municípios da Encosta Superior do Nordeste (AMESNE), Região Celeiro (AMUCELEIRO), Turismo da Serra (AMSERRA), Zona de Produção Rio Grande do Sul (AMZOP), Alto Uruguai (AMAU), Vale do Rio dos Sinos (AMVRS), Associação dos Municípios do Planalto (AMPLA) e do Centro do Estado (AMCENTRO), além da Associação Brasileira de Empresas de Soluções de Telecomunicações e Informática (ABEPREST), Associação Brasileira de Internet (Abranet), GTISerra e do Hotel Vinocap.

Serviço:

1º Congresso Gaúcho de Cidades Digitais

Bento Gonçalves, 10 e 11 de Agosto

Local: Fundação Casa das Artes (R. Herny Hugo Dreher, 127)

Início: 8h30

Inscrições gratuitas para servidores públicos

http://congressors.redecidadedigital.com.br