Rede Cidade Digital, O que é Cidade Digital? Como funciona uma Cidade Digital? Como implementar Cidades Digitais? Lista das Cidades Digitais, Mapa das Cidades Digitais, Benefícios de uma Cidade Digital, Programa de Cidades Digitais do Governo Federal

Rede Cidade Digital - Redes de fibra ótica devem ser implantadas em 70 cidades do País até o final de 2018
Redes de fibra ótica devem ser implantadas em 70 cidades do País até o final de 2018

05/10/2017 09:54h

Redes de fibra ótica devem ser implantadas em 70 cidades do País até o final de 2018

Com alta velocidade, as redes são usadas para ampliar as conexões nas universidades e institutos de pesquisa

Em Mossoró (RN), rede auxilia no gerenciamento de
trânsito (Divulgação/MCTIC)

Até o fim de 2018, 70 cidades do País vão receber as redes de fibra ótica do programa Veredas Novas, coordenado pela Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP). A iniciativa vai ampliar as conexões nas universidades e institutos de pesquisa a exemplo do que já ocorre em 20 cidades que possuem as Redes Comunitárias de Educação e Pesquisa (Redecompes) com internet de alta velocidade.

Esse resultado será possível graças à parceria com o programa Cidades Inteligentes, também do MCTIC, que já levou fibra ótica a 38 municípios do País. Outra parceria com o programa Amazônia Conectada vai permitir a implantação de redes de alta velocidade também em Tefé, Coari e Manacapuru, no Amazonas. Somam-se à lista as cidades de Senhor do Bonfim, na Bahia; Codó, Imperatriz e Pinheiro, no Maranhão; Dourados, no Mato Grosso do Sul; Ponta Grossa e Londrina, no Paraná; e Caicó e Mossoró, no Rio Grande do Norte.

Qualidade de vida

A implantação da rede de alta velocidade permite melhorias na vida do cidadão. Um exemplo é a rede Giga Mossoró, que, após a inauguração prevista para agosto de 2018, terá 25 quilômetros de fibra ótica conectando três instituições públicas de ensino superior: a Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (Uern), a Universidade Federal Rural do Semiárido (Ufersa) e o Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN).

Mesmo antes de ser instalada, a rede já impulsiona o desenvolvimento de uma plataforma de gerenciamento de trânsito em Mossoró: um sistema de informação geográfica no qual são registrados dados como acidentes de trânsito e ocorrências de segurança, que podem ser visualizados em mapas georreferenciados.

“Faremos o videomonitoramento da cidade na área de trânsito e de segurança para atender a todo esse entroncamento de cidades da região. Com uma boa rede, que possa transmitir dados com facilidade e com força, a gente consegue implantar aquelas câmeras que fazem leitura de placas, conhecido como leitor de OCR, uma tecnologia que já existe no Brasil. Essa câmara identifica o carro que está circulando, se tem alguma restrição de roubo e furto tanto em relação ao veículo quanto em relação ao condutor”, explica o secretário de Defesa da Cidadania de Mossoró, Eliéser Girão Monteiro Filho.

História

Criado em 2012, o programa Veredas Novas começou a ser expandido no ano passado. Para participar, a cidade ou estado deve fazer um acordo com o MCTIC ou com a RNP e ter disponibilidade de infraestrutura para implantação da fibra ótica.

Via Portal Brasil, com informações do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicação