Rede Cidade Digital, O que é Cidade Digital? Como funciona uma Cidade Digital? Como implementar Cidades Digitais? Lista das Cidades Digitais, Mapa das Cidades Digitais, Benefícios de uma Cidade Digital, Programa de Cidades Digitais do Governo Federal

Rede Cidade Digital - São Sepé implanta informatização dos serviços de saúde
São Sepé implanta informatização dos serviços de saúde

16/01/2018 16:09h

São Sepé implanta informatização dos serviços de saúde

Além da economia e agilidade, é na tela do computador que os gestores também passam a ter um importante meio para avaliar os serviços

O município de São Sepé (RS) passou a contar oficialmente, desde o dia 18 de dezembro de 2017, com um serviço de saúde totalmente informatizado. A medida que deve representar gestão, eficiência e economia aos cofres públicos integra todos os órgãos da área do município e emite relatórios em tempo real.

Batizado de Sistema Integrado Municipal de Saúde (SIMUS) a ferramenta online tem comunicação com o Ministério da Saúde. Os atendimentos nas unidades de saúdes dos bairros também são monitorados instantaneamente, bastando poucos cliques para que se tenha acesso a um rico histórico de detalhes tanto dos serviços quanto dos prontuários dos pacientes.

O sistema ainda é capaz de informar as gestores quantas pessoas estão sendo transportadas pelos veículos da saúde ou, ainda, em que carro elas estão e qual o destino. “Ainda é possível apontar quanto tempo um paciente está esperando para ser atendido e em quais serviços de saúde ela passou antes de chegar até alguma unidade”, relata um dos responsáveis pela ferramenta, Tonin Rosso Bolzan.

É na tela do computador que os gestores também passam a ter um importante meio para avaliar os serviços. É possível identificar onde está a maior demanda dos postos de saúde ou então, qual a faixa etária mais assistida. Só no ESF do Bairro Lôndero, por exemplo, foram realizados cerca de 18,8% dos atendimentos totais do município. A procura das mulheres representa cerca de 63% de acordo com a avaliação parcial e pessoas com idade entre 50 e 59 anos são as que mais procuram os serviços.

O secretário de saúde Marcelo Ellwanger salientou a ferramenta para o controle da qualidade do serviço. “Inclusive está integrada com os atendimentos realizados no Hospital Santo Antônio”, sublinha. Assim, a cada vez que o paciente visitar algum ESF o profissional terá informações sobre quais atendimentos recebeu recentemente, a medicação indicada e toda a evolução do tratamento. “Nossa ideia também é facilitar a atendimento dos profissionais”, ressalta Ellwanger.

O prefeito Léo Girardello lembrou que a cidade é uma das únicas a ter um sistema tão completo. “Desde os primeiros contatos que tivemos com a ferramenta percebemos que seria uma eficiente forma de gestão. A partir de hoje o SIMUS coloca o município de São Sepé em ouro patamar quanto a qualidade da saúde”, enfatizou.

Via Prefeitura de São Sepé