Rede Cidade Digital, O que é Cidade Digital? Como funciona uma Cidade Digital? Como implementar Cidades Digitais? Lista das Cidades Digitais, Mapa das Cidades Digitais, Benefícios de uma Cidade Digital, Programa de Cidades Digitais do Governo Federal

Rede Cidade Digital - Internet para Todos reduz exigências e facilita inclusão de municípios
Internet para Todos reduz exigências e facilita inclusão de municípios

15/02/2018 10:27h

Internet para Todos reduz exigências e facilita inclusão de municípios

Setor jurídico do MCTIC avalia que não há Incidência de ISS para wi-fi

O ministro Gilberto Kassab em Sorocaba: “Ficou bem
mais simples e fácil entrar no programa”

O Programa Internet para Todos, do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) reduziu as exigências para que as prefeituras possam participar do projeto.

Segundo o ministro Gilberto Kassab, a condição do prefeito enviar uma proposta à Câmara de isenção do ISS dos serviços inseridos no Programa não precisa mais.

“Após consulta ao setor jurídico soubemos que no caso de wi-fi, que é um SVA (Serviço de Valor Adicionado), não há incidência de ISS. Caso alguma empresa instalar SMP (Serviço Móvel Portátil) ai as prefeituras poderão definir a alíquota mínima de cobrança do ISS. Portanto, ficou bem mais simples e ágil entrar no Programa”, explicou Kassab durante encontro com prefeitos da região de Sorocaba na noite de quinta-feira (8).

Com a presença de mais de 35 prefeitos, vereadores, secretários municipais e cidadãos de Sorocaba, o ministro fez a apresentação do Programa Internet para Todos.

Ele conclamou os prefeitos a agilizarem a inclusão no programa porque o MCTIC tem pressa para instalar internet nas localidades que não tem conectividade.

Segundo Kassab, o pais tem mais de 57 milhões de pessoas sem banda larga enquanto que o satélite brasileiro está consumindo combustível com grande parte ociosa.

Durante a apresentação, o ministro declarou que o programa é considerado por ele o de maior importância para o desenvolvimento econômico e o futuro do país.

“Além de ser um projeto que permite justiça social, o Internet para Todos já está pronto para ser implantado. Basta os prefeitos apresentarem as localidades a serem beneficiadas, definir uma área para instalar a antena, se responsabilizar pelo pagamento da energia a ser gasta pelos equipamentos. Só isso”, explicou.

Nas localidades escolhidas, os postos de saúde, escolas e outros órgãos púbicos e suas vizinhanças terão internet de alta velocidade gratuita e os moradores dessas regiões serão beneficiados com wi-fi de banda larga com custos bem menores do que as empresas privadas cobrariam.

“A internet para a população não sairá de graça, mas devido a isenção de impostos, o preço serão muito mais barato”, explica Kassab.

Internet Para Todos é uma vertente do Governo Eletrônico Serviço de Atendimento ao Consumidor (Gesac), que fornece internet às escolas, aldeias indígenas, aos postos de saúde e postos de fronteira. O que diferencia os dois programas é a possibilidade de pessoas físicas contratarem banda larga.

A conectividade será permitida pelo Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC), lançado ao espaço em maio de 2017, um investimento de R$ 3 bilhões do governo federal.

Via: MCTIC