Rede Cidade Digital, O que é Cidade Digital? Como funciona uma Cidade Digital? Como implementar Cidades Digitais? Lista das Cidades Digitais, Mapa das Cidades Digitais, Benefícios de uma Cidade Digital, Programa de Cidades Digitais do Governo Federal

Rede Cidade Digital - Sete em cada dez casas têm acesso à internet no Brasil, diz IBGE
Sete em cada dez casas têm acesso à internet no Brasil, diz IBGE

22/02/2018 13:37h

Sete em cada dez casas têm acesso à internet no Brasil, diz IBGE

Na região Nordeste, no entanto, apenas 56,6% dos domicílios estão conectados, segundo os dados da Pnad Contínua divulgados nesta quarta (21)

De acordo com o levantamento, no quarto trimestre de 2016 a internet estava presente em 69,3% dos 69 318 milhões de lares. Na maioria dos domicílios nas Grandes Regiões, o número de casas com acesso à rede fica em: Sudeste, 76,7%; Centro-Oeste, 74,7%; Sul, 71,3%; Norte, 62,4%; e Nordeste, 56,6%.

Nos 21 247 milhões de domicílios em que as pessoas não usavam internet, os motivos mais recorrentes foram: falta de interesse em acessar (34,8%); preço de acesso era caro (29,6%); nenhum morador sabia usar (20,7%). Os casos menos comum foram: internet não estava disponível na área do domicílio (8,1%); equipamento eletrônico necessário para acessar era caro (3,5%).

Na região Nordeste, no entanto, a maior justificativa para a falta de internet em casa foi a de que o preço era alto. O valor, por sua vez, ficou em segundo lugar nas Regiões Sudeste, Sul e Centro-Oeste.

Ainda de acordo com os dados levantados pelo instituto de pesquisa, na Região Norte o serviço de acesso à Internet não estar disponível na área do domicílio foi o segundo motivo mais citado (24,4%), número muito acima do apontado nas demais Grandes Regiões.

Meio de acesso à internet

O meio mais utilizado pelos brasileiros para acessar a Internet em casa foi o celular, presente em 46 735 milhões de casas. O celular era usado para acessar a internet em 97,2% dos 48 070 milhões de lares. O microcomputador veio em segundo lugar (57,8%), seguido do tablete (17,8%) e da televisão (11,7%). Equipamento diverso foi usado em 1,3% das residências.

Apesar de o celular ser a maneira mais usada para acesso à rede, apenas em 38,6% das casas utiliza somente esse meio para navegar.

Um milhão de brasileiros utilizaram a velha internet discada em 2016, segundo o IBGE. A maior parte foi no Sudeste (515 mil) e no Nordeste (197 mil). Apesar disso, esse número representa apenas 0,9% do total de pessoas que utilizaram internet naquele ano. A maioria (99,6%) usou banda larga fixa ou móvel.

Na população de 179 424 milhões de pessoas de 10 anos ou mais, 64,7% utilizaram a internet no período de referência dos últimos três meses. As menores taxas foram observadas nas Regiões Nordeste (52,3%) e Norte (54,3%).

Posse de celular para uso pessoal

No Brasil, 77,1% da população de 10 anos ou mais de idade tinha telefone aparelho celular para uso pessoal na época da pesquisa. Nas Regiões Sudeste, Sul e Centro-Oeste, a posse de celular para uso pessoal ultrapassou 80%. Porém, nas Regiões Norte e Nordeste ainda não alcançou 70%.

Motivo de não ter telefone celular para uso pessoal

No país, 41 104 milhhões de pessoas não tinham celular para uso pessoal, representando contingente de 22,9% da população de 10 anos ou mais de idade. Os motivos alegados foram: aparelho telefônico era caro (25,9%); falta de interesse em ter celular (22,1%); costumavam usar o celular de outra pessoa (20,6%); não sabiam usar celular (19,6%).

Existência de televisão no domicílio

A pesquisa também mostrou que o uso de televisão já estava praticamente universalizado nas casas do Brasil. Apenas 2,8% do total de 69 318 milhões de domicílios não tinham aparelho televisor no quarto trimestre de 2016. A Região Norte apresentou maior percentual de casas sem TV: 6,3%. Em segundo lugar ficou a Região Nordeste (3,8%), seguida do Centro-Oeste (3,1%).

Existência de telefone na residência

Ainda de acordo com os dados da pesquisa, apenas 5,4% das casas particulares permanentes do Brasil não tinha qualquer tipo de telefone. A ausência mais elevada foi nos domicílios das Regiões Nordeste (10,0%) e Norte (10,7%). Já as Regiões Centro-Oeste (2,4%), Sul (3,0%) e Sudeste (3,2%) tiveram índices mais baixos.

Sinal Digital e antena parabólica

De acordo com a pesquisa, 71,5% das casas tinham televisão com conversor (integrado ou adaptado) para receber o sinal digital de televisão aberta. As casas com sinal de televisão por meio de antena parabólica correspondiam a 34,8% daqueles com televisão. 

Já o serviço de televisão por assinatura foi utilizado em 33,7% das casas com televisão no Brasil.

De acordo com o estudo, os números indicam que o uso das tecnologias na população adulta é mais lento com o aumento da idade. Tal comportamento foi observado tanto nos homens quanto nas mulheres.

Via: R7