Rede Cidade Digital, O que é Cidade Digital? Como funciona uma Cidade Digital? Como implementar Cidades Digitais? Lista das Cidades Digitais, Mapa das Cidades Digitais, Benefícios de uma Cidade Digital, Programa de Cidades Digitais do Governo Federal

Rede Cidade Digital - Baseado na economia circular, Computadores para Inclusão forma 960 jovens em Curitiba
Baseado na economia circular, Computadores para Inclusão forma 960 jovens em Curitiba

29/05/2018 15:00h

Baseado na economia circular, Computadores para Inclusão forma 960 jovens em Curitiba

Programa ajuda a descartar corretamente o lixo eletrônico além de reaproveitar peças de computadores

(Foto: Divulgação)

Curitiba é a única cidade da região Sul a fazer parte do programa Computadores para Inclusão, projeto em parceria com o governo federal para promover a conscientização ambiental e formar jovens para trabalhar na manutenção de computadores. O programa já capacitou 960 jovens de 14 a 29 anos em Curitiba.

Incluído no conceito de economia circular, o programa permite cobrir toda a cadeia – desde a doação do computador usado pelo governo federal, a triagem dos equipamentos, o recondicionamento para serem reutilizados, a separação das partes e peças não utilizadas para serem destinadas às cooperativas de reciclagem de lixo eletrônico, até a doação das máquinas reparadas para organizações sociais.

O conceito de economia circular propõe que os resíduos de uma indústria possam servir de matéria-prima reciclada para outra indústria ou que o material no ciclo produtivo seja reaproveitado.

Além de destinar corretamente o lixo eletrônico, o programa tem o benefício de formar jovens a partir das aulas práticas no laboratório de recondicionamento, o Centro de Recondicionamento de Computadores (CRC).

Como parte da reestruturação do programa Liceu de Ofícios em Curitiba, a Prefeitura criou um espaço no Liceu do Campo Comprido para funcionar o CRC.

De acordo com Fabiano Vilaruel, diretor para Qualificação do Trabalho da FAS Trabalho, o convênio, firmado em 2013 pela Prefeitura de Curitiba com o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, seria encerrado em dezembro de 2016, sem terem sido cumpridas todas as metas previstas no Plano de Trabalho.

No fim de 2016, um ofício do presidente Michel Temer prorrogou todos os convênios do governo federal, incluindo este com a Prefeitura. “Foi aí que a equipe da nova gestão, a partir de janeiro de 2017, estreitou o relacionamento com o ministério e conseguiu prorrogar a vigência por mais um ano”, disse Vilaruel.

A verba repassada pelo programa, de R$ 504 mil, não havia sido toda usada. “Recuperamos o programa e garantimos o acesso ao saldo financeiro disponível no convênio, um recurso que, a princípio, seria devolvido ao governo federal", lembrou Vilaruel. "Com importantes ajustes no plano de trabalho, beneficiamos mais 480 jovens, o mesmo número da soma dos quatro anos anteriores."

Após a renovação do convênio, foram cumpridas todas as metas previstas, incluindo as que estavam atrasadas. "Vamos finalizar todas as metas com 100% agora em junho”, disse.

Aproveitando os bons resultados obtidos no último ano, a Prefeitura vem negociando a renovação do convênio por mais um ano. A intenção é formar mais 300 alunos na nova etapa.

Municipal

A Prefeitura também faz estudos para criar um programa municipal que deve ser anunciado ainda este ano e deverá formar pelo menos mil jovens por ano na área de tecnologia.

Além de promover o recondicionamento de computadores usados, o objetivo é criar novos pontos de inclusão digital e ampliar a consciência ambiental da população com campanhas sobre o lixo eletrônico.

Via: Prefeitura de Curitiba