Rede Cidade Digital, O que é Cidade Digital? Como funciona uma Cidade Digital? Como implementar Cidades Digitais? Lista das Cidades Digitais, Mapa das Cidades Digitais, Benefícios de uma Cidade Digital, Programa de Cidades Digitais do Governo Federal

Rede Cidade Digital - Aracaju contará com instalação de semáforos inteligentes
Aracaju contará com instalação de semáforos inteligentes

06/07/2018 12:02h

Aracaju contará com instalação de semáforos inteligentes

O projeto tem previsão de funcionamento em 12 meses

Um dos passos mais importantes para melhorar a mobilidade urbana em Aracaju (SE) foi dado nesta quarta-feira, 4, pelo prefeito Edvaldo Nogueira, ao assinar a ordem de serviço para instalação de semáforos inteligentes no município. A ação faz parte do Plano de Mobilidade Urbana da Capital, que investirá aproximadamente R$ 140 milhões na melhoria desse aspecto fundamental para a qualidade de vida.

A semaforização inteligente se dará pela substituição dos atuais 148 sinais de trânsito de Aracaju, além da instalação de mais dois, totalizando 150, por equipamentos de alta tecnologia. Eles permitirão o alívio no fluxo por contarem com sensores que decidem sobre as indicações aos motoristas de acordo com o tráfego apresentado, levando ao passado as esperas longas e inférteis do atual sistema de temporização.

O intuito é levar Aracaju rumo ao exemplo de cidades super desenvolvidas e tecnológicas, retribuindo aos moradores a confiança depositada em forma de impostos. “Esse plano de mobilidade talvez seja um dos impactos mais positivos que Aracaju já sentiu na área de modernidade nos últimos anos. Pela primeira vez nós podemos afirmar que a nossa cidade caminha para a inteligência na mobilidade urbana, com a semaforização eletrônica de maneira sincronizada por tráfego e não por tempo. Além disso, o transporte público será priorizado, agilizando e melhorando a vida dos que utilizam deste serviço. Por fim, uma sala de controle funcionará na SMTT para os semáforos possam ser modificados remotamente de acordo com cada situação”, explica o prefeito Edvaldo Nogueira.

Além de permitir economia no tempo para os aracajuanos, a iniciativa permitirá que a capital sergipana não fique desprevenida em uma eventual situação adversa. É a tecnologia a serviço do povo e do seu bem-estar. “O sistema inteligente verificará o cruzamento e fará uma gestão mais eficiente do trânsito. Nós temos que utilizar a tecnologia para melhorar a vida das pessoas, esse é o nosso objetivo, como lembra sempre o prefeito. Além disso, Aracaju ganhará a capacidade de suportar quatro horas de uma eventual falta de energia sem que ela tenha impacto sobre o trânsito. É um projeto grandioso e Aracaju dá o pontapé inicial para tornar-se uma cidade mais inteligente e humana”, aponta o superintendente municipal de Transportes e Trânsito, Aristóteles Fernandes.

O projeto tem previsão de funcionamento total em 12 meses, mas atuará de forma parcial até o final deste ano. Ele foi dividido em três etapas. A primeira é implantação de 68 pontos semafóricos, de acordo com o estudo de engenharia de tráfego. Eles vão abranger a região sul e o centro. A segunda etapa instalará mais 54 pontos nas regiões sul-central até a zona Norte. A última etapa contemplará a zona Oeste da cidade com 28 pontos semafóricos.

No total, a atualização semafórica agregará um investimento de aproximadamente R$ 15 milhões. A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT), via empresa contratada, será responsável pela revolução tecnológica. “O sistema começa a ser implantado hoje. Dentro de quatro meses nós vamos inaugurar a primeira etapa, que priorizará as áreas essenciais para a melhora da mobilidade na cidade como os corredores e a prioridade seletiva para os ônibus, que traz consigo também reflexo positivo na segurança, pois o motorista não fica mais parado de forma ineficiente, sujeito aos ataques violentos”, afirma representante legal da empresa Semex, Maxtunay França.

Além da mudança de paradigma tecnológico, o Plano de Mobilidade Urbana prevê a construção de um novo terminal de integração no Mercado, a reforma dos demais, a criação de quatro corredores de tráfego e a substituição de todos os abrigos de ônibus.

Via Infonet Notícias de Sergipe