Rede Cidade Digital, O que é Cidade Digital? Como funciona uma Cidade Digital? Como implementar Cidades Digitais? Lista das Cidades Digitais, Mapa das Cidades Digitais, Benefícios de uma Cidade Digital, Programa de Cidades Digitais do Governo Federal

Rede Cidade Digital - Governo discute gestão integrada das políticas de rastreamento do país
Governo discute gestão integrada das políticas de rastreamento do país

09/07/2018 15:42h

Governo discute gestão integrada das políticas de rastreamento do país

Aplicações abrangem áreas como transporte, logística, saúde e segurança

A Comissão da Operação Rastro se reuniu pela primeira vez nesta quarta-feira, 4, no Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), em Brasília. Composta por representantes de outros 12 ministérios, tem por objetivo articular e integrar todas as políticas de rastreamento do país, criando um sistema de gestão integrada de identificação, planejamento e controle. As aplicações abrangem áreas como transporte, logística, saúde e segurança.

"Esse projeto será um dos com mais visibilidade no país. Minha sensação é que terá o mesmo impacto do Internet para Todos, que em breve vai levar conexão a todos os cantos do país. É muito importante porque projetos como esse são a ponta de lança para a implementação das políticas públicas. E é importante que façamos ele decolar o mais rápido possível", afirmou o ministro Gilberto Kassab.

Entre os benefícios previstos estão a redução de custos com atividades de logística; aperfeiçoamento do controle de trânsito e de mercadorias nas fronteiras e rodovias do país; integração dos sistemas de segurança pública; e incremento da arrecadação tributária.

Por sua vez, o secretário de Políticas Digitais do MCTIC, Thiago Camargo, ressaltou ligação entre a Operação Rastro e os objetivos traçados pela Estratégia Brasileira para a Transformação Digital (E-Digital) e o Plano Nacional de Internet das Coisas (IoT, na sigla em inglês). Segundo ele, o desenvolvimento de soluções em IoT é fundamental para o monitoramento e a construção do sistema integrado que o grupo se propõe a estabelecer.

"O Plano Nacional de IoT está inserido na E-Digital e é fundamental para o sucesso desse programa. Temos como meta criar uma economia baseada em dados em um mundo cada vez mais conectado. Esperamos que, a partir dessa reunião, possamos acelerar e dar prosseguimento a esse tema tão importante", disse Camargo.

A Empresa Brasileira de Inovação e Pesquisa (Finep) atuará como agente financeiro do programa, desenvolvendo modelos de financiamento às empresas privadas e órgãos públicos envolvidos. Na avaliação do diretor Financeiro, de Crédito e Captação da Finep, Ronaldo Camargo, as ações serão voltadas ao fortalecimento das boas iniciativas já em andamento.

"A ideia é intercomunicarmos todas as ações em comum, articular nossos esforços para concentrar os projetos que estão dispersos para criarmos um caminho único em busca da integração dessas iniciativas. Queremos avançar para dar musculatura às boas iniciativas que temos no governo", destacou.

Pilotos

Os primeiros projetos-piloto no âmbito da Operação Rastro serão desenvolvidos em diferentes escalas. Um deles será feito na cidade de Santo André (SP), focado no desenvolvimento de soluções para cidades inteligentes. O outro será voltado à integração de informações do Departamento de Trânsito (Detran) de Pernambuco com outros órgãos estaduais.

"São ações em âmbito municipal e estadual que já estão em andamento e que vamos apoiar para construir um modelo que possamos dar escala para todo o país. Tanto Santo André quanto Pernambuco têm uma boa infraestrutura de rede e já operacionalizam esses projetos", observou o coordenador-geral de Ciência e Tecnologia do MCTIC, Henrique de Oliveira Miguel.

Também integram a Comissão da Operação Rastro os ministérios da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa); das Cidades; da Defesa; da Educação; da Fazenda; da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (Mdic); do Meio Ambiente (MMA); do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão; da Saúde; da Transparência e Controladoria-Geral da União; dos Transportes, Portos e Aviação Civil; e da Segurança Pública.

Via: Ti Inside