Rede Cidade Digital, O que é Cidade Digital? Como funciona uma Cidade Digital? Como implementar Cidades Digitais? Lista das Cidades Digitais, Mapa das Cidades Digitais, Benefícios de uma Cidade Digital, Programa de Cidades Digitais do Governo Federal

Rede Cidade Digital - Chega de perder o bonde! [App da Semana #01]
Chega de perder o bonde! [App da Semana #01]

Por Edelson Werlish em 28/01/2014 10:29h

Chega de perder o bonde! [App da Semana #01]

Confira as cidades brasileiras que possuem aplicativos de itinerários de ônibus

Aplicativos para dispositivos móveis são uma nova
forma de se construir cidades digitais. (Foto: Google)

Quando falamos em cidade digital, estamos falando, principalmente, em integração. A união de serviços, ferramentas e planejamento indica o quanto um município está preparado para lidar com as necessidades da população e os desafios de uma gestão pública. Em termos de instrumentos, aplicativos para dispositivos móveis podem ser grandes auxiliadores para suprir certas demandas, e a mobilidade urbana é uma das áreas que podem ser beneficiadas. 

À medida que o uso de smartphones e tablets vai aumentando, cresce o desenvolvimento de aplicativos gratuitos de utilidade pública, e no caso da mobilidade, os apps de itinerários de ônibus e metrôs. Basicamente eles servem como uma tabela de horários, as quais mostram o tempo de cada linha em determinados pontos e terminais. Alguns vão além, no caso do Moovit, que exibe as melhores rotas para a viagem, baseado em informações coletadas em tempo real.

Já com o google maps, por exemplo, moradores de Brasília, Campinas, Fortaleza, Porto Alegre, Salvador e Curitiba, e que utilizam android, também podem utilizar o serviço google transit, que auxilia os usuários a obterem melhores itinerários para um determinado trajeto baseado em informações pré-definidas pelos órgãos públicos responsáveis pelo transporte urbano. A google pretende disponibilizar o recurso para todas as cidades-sede da Copa do Mundo 2014 até a data do torneio, para que, além dos habitantes, turistas também possam utilizar a ferramenta.

Porém, esses aplicativos só são possíveis de serem desenvolvidos, na maioria das vezes, com a união entre o poder público e iniciativa privada. É natural que empresas ou programadores independentes das próprias cidades desenvolvam esses tipos de apps, os quais, para a sua criação, dependem de informações e bancos de dados das companhias de transporte – uma vez que os horários e linhas estão em constante mudança, e os aplicativos precisam de atualização frequente.  

A seguir, uma lista de cidades que já possuem esses tipos de aplicativos. Para baixá-los, é necessário possuir um smartphone ou tablet com sistema operacional android, ter uma conta google (gmail) para acessá-los no google play, central de apps da empresa, e estar conectado na internet por meio de Wi-Fi ou 3G/4G. A maioria dos aplicativos funcionam off-line, não precisando estar toda hora conectado à internet. 

AM - Manaus

CE - Fortaleza

ES - Vitória

MG - Belo Horizonte e Região Metropolitana

MG - Belo Horizonte e Região Metropolitana [2]

MG - João Monlevade

MG - Juiz de Fora

PE - Recife

PR - Curitiba e Região Metropolitana

PR - Curitiba e Região Metropolitana [2]

PR - Curitiba e Região Metropolitana [3]

PR - Campo Largo

PR - Maringá

PR - Ponta Grossa

PR - Cascavel

RJ - Rio de Janeiro

RS - Rio Grande do Sul

SE - Aracaju

SC - Itajaí

SC - Jaraguá do Sul

SP - São Paulo

SP - São Paulo [2]

SP - São Paulo Metropolitano - Campinas, Baixada Santista (Santos), São Paulo, Vale do Paraíba, Litoral Norte e Corredor Metropolitano ABCD

SP - Campinas

SP - Campinas [2]

SP - Bauru

SP - Bauru [2]

 

                                                                  ...

A Rede Cidade Digital também está no facebooktwitter e google+. Aproveite para seguir nossas redes sociais e saber em primeira mão as principais notícias sobre cidades digitais, internet gratuita e governo eletrônico.