Rede Cidade Digital, O que é Cidade Digital? Como funciona uma Cidade Digital? Como implementar Cidades Digitais? Lista das Cidades Digitais, Mapa das Cidades Digitais, Benefícios de uma Cidade Digital, Programa de Cidades Digitais do Governo Federal

Rede Cidade Digital - Garibaldi e os investimentos em infraestrutura de telecomunicações
Garibaldi e os investimentos em infraestrutura de telecomunicações

27/03/2013 17:56h

Garibaldi e os investimentos em infraestrutura de telecomunicações

Precursora de Cidade Digital no Estado, município conta com mais de 400 famílias ligadas à sua rede.

Entrada do município. (Foto: Divulgação)

Garibaldi (RS), a 109 quilômetros de Porto Alegre, é um dos municípios brasileiros pioneiros no desenvolvimento de programa de Cidade Digital.  Seu projeto teve início em setembro de 2011, com a construção de 11 quilômetros de rede de fibra óptica em sua área urbana, a qual tinha o objetivo de interligar todos os seus setores públicos.

Por meio dessa rede, órgãos como postos de saúde, escolas, biblioteca e a própria Prefeitura, puderam se interligar. O resultado foi, além da criação de uma grande rede de serviços, uma grande economia de dinheiro público, com o uso de telefonia sobre IP (VOIP), sistema que permite ligações sem custos entre as 21 unidades ligadas à rede de fibras.

Após a concretização dessa infraestrutura, foi criado o programa “Internet para Todos”, que possui a finalidade de oferecer internet gratuita à população garibaldense. Atualmente, são nove pontos de distribuição do sinal espalhados pela cidade, proporcionando uma velocidade de acesso de 256 Kbps. Para utilizar o sinal, o cidadão apenas necessita realizar um cadastro online, assinar um termo de adesão na prefeitura e, por fim, adquirir uma antena receptora. Já são mais de 400 famílias que utilizam o sinal, que possui capacidade para servir até 1.200 casas.

A "Capital do espumante" também é modelo em programas de inclusão social. (Foto: Museu Garibaldi)

Marcelo de Borba, Gerente de TI da Prefeitura, detalhou o funcionamento do Internet para Todos. De acordo com Borba, para a realização dessa iniciativa de inclusão digital, o município desembolsou em torno de R$20 mil por antena instalada e custo de aquisição de equipamentos, totalizando R$180 mil. O gasto mensal pela aquisição da banda larga custa R$4.6 mil, e a sua manutenção é realizada por agentes públicos.

“Nós conseguimos criar um programa de cidade digital de baixo custo de implantação, e que ao mesmo tempo é eficiente e de boa qualidade”, explicou o Gerente, que enalteceu o avanço de Garibaldi nessa iniciativa. “Vários municípios do país, nos tendo como modelo nesse seguimento, vieram nos procurar para conseguir informações sobre como construir uma cidade digital.”

Além de disponibilizar o sinal gratuito de internet, Garibaldi também oferece ferramentas de consulta online aos seus cidadãos, como serviços fazendários e área educacional. O “Internet para Todos” também está presente dentro da rede pública de ensino, compondo a estrutura de vários laboratórios de informática nas escolas, e de um telecentro, espaço no qual o cidadão pode utilizar computadores para acessar os serviços, sempre gratuitamente. “A parte de gerencia e serviços online ainda é muito interna, mas a ideia da Prefeitura é trazer cada vez mais opções para toda a população”, explica Borba.

Ainda de acordo com o Gerente, a Prefeitura pretende ampliar a área de acesso nos próximos dois meses, disponibilizando mais dois pontos de emissão na cidade.

O Prefeito de Garibaldi, Antônio Cettolin (PMDB), também destacou a importância da Cidade Digital e os investimentos nessa área:

- A importância de o município ter um programa deste cunho é que o governo passa a gerir as informações que produz de forma ágil e adequada, proporcionando um panorama geral de suas atividades a fim de diagnosticar problemas, diminuir custos e melhorar a eficiência do seu atendimento através de ferramentas tecnológicas que oportunizem a aproximação do governo e o cidadão.

Investir na área de tecnologia é investir no futuro, na gestão das informações. Para nós é gratificante dar acesso à tecnologia a quem não tem condições de adquiri-la. Temos orgulho de aumentar a qualidade de vida e facilitar a vida dos munícipes.


por Edelson Werlish