Ir para conteúdo

Alagoinhas terá sistema de videomonitoramento eletrônico

Investimento em segurança pública: prefeito Joaquim Neto assina ordem de serviço para a implantação de câmeras

ALAGOINHAS SEG

OUÇA O ÁUDIO

Alagoinhas, no interior baiano, avança em medidas de segurança pública. Nesta sexta-feira (23), o prefeito Joaquim Neto se uniu a órgãos de segurança, autoridades locais, promotores do Ministério Público e a representantes da Casa Legislativa, na sede da Guarda Civil Municipal, onde assinou a Ordem de Serviço para a instalação de câmeras de videomonitoramento na cidade.

A partir de agora, o município deve contar com 20 novas câmeras com circuito fechado de televisão digital em alta definição posicionadas em pontos estratégicos para reforçar o patrulhamento preventivo e planejado, reduzir os índices de criminalidade e inibir os atos de depredação e violência.

“Alagoinhas é uma cidade que cresceu e, com o crescimento, vieram também os desafios de mobilidade, infraestrutura, segurança pública, que temos enfrentado com uma equipe de profissionais capacitados e uma série de avanços históricos para a nossa população. No que se refere à segurança, os dados mostram que as cidades que contam com um eficiente sistema de videomonotoramento diminuem significativamente o número de ocorrências. Ainda durante a campanha, nos debates sobre segurança, em Alagoinhas, falávamos da importância dessas câmeras. E hoje, após 3 anos de luta, fico muito feliz de trazer essa notícia positiva”, ressaltou Joaquim Neto.

As avanços registrados são realidade concreta em estados que implementaram o sistema. Em Santa Catarina, o secretário de Segurança Pública de Navegantes ressaltou o uso das câmeras como uma forma eficaz de diminuição da criminalidade no município. No Fórum Nacional de debate sobre o uso da tecnologia na Segurança Pública, o advogado, professor universitário e secretário de segurança pública do Rio Grande do Sul lembrou que o estado vem apresentando importante queda nos índices de criminalidade, a partir da instalação de câmeras de videomonitoramento nos municípios, e em países como a Guatemala, os registros de violência em setores sob vigilância caíram até 40% desde que as autoridades instalaram câmeras de vídeo na capital.

Em Alagoinhas, na Bahia, o sistema vai operar 24 horas, ininterruptamente, e a Central de Operações terá sede na Guarda Municipal, que encaminhará as imagens, em tempo real, para o Centro Integrado de Comunicações da PM.

Com um investimento de R$ 714.225,00, originados de recursos próprios do município e de emendas coletivas de vereadores, as câmeras funcionarão em sistema integrado com outras 6 lentes da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT), 5 da Polícia Militar e 1 da Polícia Federal, em um total de 32 câmeras para compor o sistema de monitoramento da cidade.

A conquista é fruto da união de esforços entre poder público municipal, Polícia Militar, Polícia Civil, Guarda Municipal, Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Rodoviária Estadual, Ministério Público, Comitê Interinstitucional de Segurança Pública, Casa Legislativa e StartNet. A empresa GCT, Gerenciamento e Controle de Trânsito S/A, fará a instalação, ativação, configuração e manutenção do sistema.

Para a promotora de Justiça Paola Stefam, a conquista representa um grande avanço em segurança pública.

“Implantar um sistema desse tipo em uma cidade como Alagoinhas, entretanto, não é fácil e não é barato. A gente precisa da integração, da colaboração, da cooperação entre várias instituições. Instalamos o Conselho de Segurança Pública até como uma forma de conseguir verbas de transações pensais para isso e não tivemos êxito; tentamos doações com a iniciativa privada, não tivemos êxito; tivemos conversas na gestão anterior, também não tivemos êxito; ano passado, fizemos mais uma reunião em que estava presente o presidente da Câmara, que se sensibilizou com a situação, e o poder público sempre participando. Temos que reconhecer. Com muita satisfação, conseguimos. Com muita alegria, conseguimos. Estou até um pouco emocionada aqui hoje, por ver desde o início essa luta, e quero parabenizar a todos. Vai ser uma grande ferramenta para quem atua na área de segurança pública e para o cidadão”, enfatizou a promotora e coordenadora do CISP, o Comitê Interinstitucional de Segurança Pública.

Para o Comandante do 4° Batalhão, Tenente Coronel Reginaldo Moraes, que também participou da solenidade, nesta sexta-feira, a tecnologia pode ser importante para o combate à criminalidade.

“Fico feliz em poder fazer parte da história de Alagoinhas no que diz respeito ao enfrentamento à violência. E fico mais feliz ainda em ver a integração das forças, formando uma rede. Eu vejo muitos discursos de muitos lugares, mas aqui se formalizou realmente, e eu fico muito feliz em estar representando a instituição. A ideia é que o cidadão de Alagoinhas se sinta seguro com a sua família. O prefeito daqui é entusiasta. Sabemos que, muitas vezes, é necessário consultar os assessores, mas a gente faz as proposições e ele é atuante, sem ‘rasgação de seda’. Ele tem isso. Assim, a gente vai avançando”, salientou o comandante.

O superintendente da Polícia Rodoviária Federal, Virgílio de Paula Tourinho, também parabenizou o prefeito Joaquim Neto, pelo avanço em segurança pública, e a policial do Escritório Regional de Gestão Estratégica, Jaqueline Neves, enfatizou a importância da integração entre os órgãos de segurança pública para o funcionamento efetivo do sistema de monitoramento eletrônico.

“Os crimes se movimentam sobre rodas. Ou o veículo é o alvo, ou é instrumento para a execução do crime, ou é objeto de fuga. Então, se a gente tem toda essa rede, conseguimos monitorar o veículo e reforçar a segurança para fazer o enfrentamento à criminalidade. O sistema não faz mágica. É o trabalho integrado, cooperado, das forças de segurança pública, usando os modelos de atuação e abordagem, que se consegue gerar resultados positivos. A ferramenta dá condições de potencializar a capacidade de trabalho”, pontuou.

Segundo a comandante da Guarda Municipal, Renata Fortaleza, o objetivo principal é garantir a segurança do cidadão. “Nós, da Guarda Municipal, nos sentimos honrados em fazer parte desse processo, somando com forças de segurança e contribuindo para o enfrentamento à violência”, afirmou.

Com a instalação das câmeras, o município visa não apenas reduzir as ocorrências, mas evitar a depredação do patrimônio, inibir a prática criminosa e computar dados que gerem encaminhamentos positivos em estratégias de segurança pública no âmbito municipal.

Também participaram da solenidade, na sede da Guarda Municipal, o presidente da ACIA, José Carlos, empresários, os vereadores Cleto dos Santos, Anderson Baqueiro, representando a Câmara, Raimundo Alves (“Gode”), Noberto Alves (“Bebé”) e Jorge de Santana, membros da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito, da Guarda Municipal, da Polícia Civil, da Polícia Militar e do Ministério Público, além dos secretários Leila Vilaflor, Roseane Santos da Conceição, Gustavo Carmo, Iraci Gama, David Ribeiro e Virgínia Rios.

 


Fonte: Prefeitura de Alagoinhas

COMPARTILHE

Rede Cidade Digital

Rua Marechal Deodoro 252 - Centro

CEP: 80.010-010

Telefone: (41)3015-6812

caracteres restantes