Ir para conteúdo

App ‘Salve Maria' para denúncias de mulheres em Uberlândia está disponível para celulares IOS

Ferramenta lançada em março de 2018 só era baixada em android. Tecnologia é usada no combater à violência contra a mulher.

salve

OUÇA O ÁUDIO

Segundo Prefeitura, 190 mulheres já usaram o 'botão do pânico' online da plataforma que visa combater à violência contra mulherFoto: G1

O aplicativo “Salve Maria”, lançado em Uberlândia em março de 2018, estava disponível apenas para os celulares com sistema android. A novidade agora é que a plataforma também está apta para download nos aparelhos de sistema IOS.

O app é uma iniciativa da Prefeitura no combate à violência contra a mulher, que criou um canal direto com a Polícia Militar (PM) para denúncias de abusos físicos, sexuais, psicológicos, patrimonial e moral. Ainda, o recurso permite acionar a polícia no exato momento da denúncia, por meio do “botão do pânico”.

Segundo a Administração, no último balanço mais de sete mil pessoas haviam baixado a plataforma, que registrou quase 450 denúncias. Também foi informado que 190 mulheres já acionaram o “botão do pânico” da plataforma, que acusa uma ação de perigo iminente.

Dois meses após o lançamento, o G1 havia divulgado um balanço da plataforma. Na época, cerca de 292 denúncias foram feitas por mulheres que sofreram violência, 16 Boletins de Ocorrência foram registrados após ser acionamento via app e o "botão do pânico" foi usado 78 vezes.

Salve Maria

Lançado no dia 12 de março de 2018, durante a inauguração da nova Casa da mulher, o aplicativo “Salve Maria” é uma tecnologia no combater à violência contra a mulher. A ferramenta permite que qualquer pessoa denuncie abusos de forma rápida e precisa, por meio de um canal direto com a Polícia Militar (PM).

Como funciona o aplicativo:

O aplicativo está disponível para as plataformas Android e IOS.

Pelo comando no celular, é possível reportar violências de ordem física, psicológica, patrimonial, moral e sexual. Também permite informar se o caso está ocorrendo no exato momento da denúncia.

Em ocorrências de extrema urgência, basta que o denunciante utilize o “botão do pânico” para acionar imediatamente a presença dos militares.

Para denunciar crimes também é possível acionar o botão "denúncia". A pessoa envia informações sobre agressões físicas ocorridas com ela ou com pessoas do conhecimento dela. Pode ainda informar dados sobre a vítima e o agressor, anexar fotos e vídeos que tenha registrado para auxiliar as autoridades nas investigações.


Fonte: Por G1 Triângulo e Alto Paranaíba

COMPARTILHE

Rede Cidade Digital

Rua Marechal Deodoro 252 - Centro

CEP: 80.010-010

Telefone: (41)3015-6812

caracteres restantes