Ir para conteúdo

Curitiba pauta retomada econômica com ações de inovação

Iniciativas e estratégias da capital foram apresentadas pela presidente da Agência Curitiba de Desenvolvimento a prefeitos e gestores públicos da RMC e Litoral em evento online promovido pela Rede Cidade Digital (RCD)

vale do pinhão

OUÇA O ÁUDIO

Atualizado em 14.01.2021

O Plano de Retomada Econômica de Curitiba, diante da crise do coronavírus, inclui a inovação e a transformação digital dos negócios na capital. As ações e a estratégia da capital do Estado voltadas para o desenvolvimento econômico e modernização foram apresentadas a gestores públicos que participaram, na terça-feira (12), do Webinar das Cidades Digitais da Região Metropolitana de Curitiba e Litoral Paranaense, promovido pela Rede Cidade Digital (RCD).

Assista na íntegra à apresentação

Segundo a presidente da Agência Curitiba de Desenvolvimento, Cris Alessi, convidada do encontro virtual, são diversas ações em andamento para essa "nova economia emergente", entre elas está o apoio técnico aos pequenos negócios e um Fundo de Aval Garantidor visando facilitar o acesso das empresas a empréstimos. "Conseguimos fechar o ano de 2020 com pelo menos uma volta na geração de empregos importante. A partir de junho, onde teve início o plano de retomada, conseguimos triplicar o número de contratações", ressalta.

Segundo ela, a Prefeitura de Curitiba colocou 10 milhões no Fundo de Aval. Foi o maior valor aportado por uma cidade do Brasil em fundo garantidor. "Esse fundo alavanca até 100 milhões em empréstimos e ele vai se retroalimentar nos próximos anos", argumenta.

Cris Alessi também destaca que o fomento à inovação é o que fez Curitiba ganhar notoriedade nos últimos anos nos ranking de startups e empreendedorismos nacionais e internacionais. A capital também é considerada uma das mais inteligentes do país e conta, por exemplo, com um aplicativo que fornece mais de 700 serviços à população.

Para a presidente da Agência Curitiba, a construção de um ecossistema passa pela criação de uma Lei de Inovação que dê condições e incentivos fiscais para que empresas e startups possam se desenvolver. "A arrecadação de ISS aumentou significativamente nos últimos anos justamente por esse incentivo. O primeiro passo é articular o ecossistema de inovação, as universidades, trazer instituições de apoios, os ativos da cidade para desenvolvimento econômico", observa Cris Alessi.

No Portal do Vale do Pinhão, um dos programas de fomento à inovação criado, é possível conferir as diversas soluções que estão auxiliando o enfrentamento da covid na capital, entre eles a plataforma de inteligência artificial Laura, utilizada para triagem de pacientes, sistemas para videoconsultas, aplicativos de vendas para os pequenos negócios, além do FabLab da Prefeitura que está produzindo máscaras-escudo de proteção facial para os profissionais de Saúde do município.

O diretor da RCD, José Marinho, ressalta que o momento é importante para definição das primeiras ações que devem ser implantadas do plano de governo pelos novos eleitos. "As Prefeituras que não contavam com uma infraestrutura tecnológica e soluções digitais estão tendo que correr atrás e a pandemia vem mostrando que a tecnologia é fundamental para a continuidade da máquina pública", ressalta o diretor, destacando que o objetivo do Webinar é trazer modelos nos municípios, soluções de mercado e políticas públicas. "Apenas 32% dos atuais prefeitos na RMC e Litoral foram reeleitos, uma renovação de 68% o que torna o desafio de transformação digital das novas gestões ainda maior", finaliza Marinho.

O Webinar das Cidades Digitais da Região Metropolitana de Curitiba e Litoral Paranaense teve a parceria da S. Clara Comunicação e Sigma Telecom e Furukawa.

Foto: Divulgação/FCC/Cido Marques

 

Autor: Sharlene Sarti
Fonte: Rede Cidade Digital

COMPARTILHE

Rede Cidade Digital

Rua Marechal Deodoro 252 - Centro

CEP: 80.010-010

Telefone: (15)99714-0329

caracteres restantes