Ir para conteúdo

Pilar (AL) avança com internet residencial gratuita para alunos da rede pública

Projeto tecnológico desenvolvido pela prefeitura de Pilar leva o acesso a internet a estudantes da rede municipal desde 2019

Pilar educação

OUÇA O ÁUDIO

Pesquisa do Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação (Cetic.br) confirmou que a falta de acesso à internet em casa prejudicou o ensino remoto para alunos de 86% das escolas do país. O levantamento, que compreende o período entre setembro de 2020 e junho deste ano, colheu informações junto a 3,6 mil escolas públicas e privadas, constatando a enorme dificuldade de os professores, em meio à pandemia da Covid-19, preservarem o ano letivo.

Entre as escolas municipais, inclusive, o número foi ainda mais assustador, com o déficit perfazendo 93% das unidades – cujos profissionais descreveram dificuldades como a ausência de recursos importantes, como celular e computador.

Porém, na cidade do Pilar (AL) as crianças já contavam com internet em suas residências antes mesmo de a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarar a pandemia. Isso porque, ainda em 2019, a Prefeitura lançou um projeto audacioso com o intuito de levar tecnologia às unidades da rede municipal, tornando-as mais atrativas para, com isso, evitar a evasão escolar.

O prefeito Renato Filho (PSC) conta que tudo começou com a distribuição de lousas digitais. “Foi quando conhecemos o Google for Education. Trata-se de uma plataforma inovadora que nos permite aprimorar os recursos de ensino, ampliando possibilidades e acelerando o processo de aprendizagem. Então, adquirimos um mil chromebooks [computadores que se assemelham a tablets] entregues a professores e estudantes. Pouco tempo depois, tivemos a ideia de licitar novos equipamentos para auxiliar os alunos sem que eles precisassem sair de suas casas”, explica.

Ainda segundo o prefeito, a pandemia surgiu quando a licitação havia sido concluída e quando os professores finalizaram a capacitação para manusear os chromebooks, que utilizam o sistema operacional do Google. “Portanto, logo começamos a usar esta ferramenta, em virtude, principalmente, da necessidade de se manter o distanciamento entre as pessoas, em razão do novo coronavírus. Logo de cara, isso nos proporcionou um aumento de 30% no número de alunos matriculados, em comparação ao ano de 2017”, salienta o gestor.

Atualmente, a Prefeitura disponibiliza três mil pontos de internet residenciais, beneficiando não apenas os estudantes, mas também famílias inteiras. “Graças a Deus, a pandemia vem arrefecendo em Alagoas e também no Pilar, onde desenvolvemos um trabalho muito sério de imunização de todos os cidadãos pilarenses. Isso nos permitiu retomar as aulas presenciais ainda no mês de março, seguindo todas as medidas de prevenção ao vírus e zelando pela saúde de todos”, destaca o prefeito.

Para Renato Filho, a internet nas residências “é um caminho sem volta, ainda que as autoridades já avistem o fim da pandemia”. “Orgulho-me em dizer que já temos bairros do Pilar cem por cento conectados. E vamos seguir trabalhando para universalizar o acesso à rede na cidade, de modo que todos, sem exceção, possam acompanhar o avanço da tecnologia. Isso vale, especialmente, para os nossos jovens, que já podem disputar uma vaga no mercado de trabalho em igualdade de condições com quem quer que seja”, assegura o gestor.

Foto divulgação

 


Fonte: Gazeta Web com Prefeitura de Pilar

COMPARTILHE

Rede Cidade Digital

Rua Marechal Deodoro 252 - Centro

CEP: 80.010-010

Telefone: (41)3015-6812

caracteres restantes