Ir para conteúdo

RCD disponibiliza Carta Brasileira para Cidades Inteligentes

Versão final deve ser lançada em dezembro após consolidação dos dados da consulta pública encerrada no último dia 14

Carta Brasileira Cidades Inteligentes

OUÇA O ÁUDIO

A Rede Cidade Digital (RCD) disponibiliza versão da Carta Brasileira sobre Cidades Inteligentes que deve ser lançada oficialmente em dezembro pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), em parceria com outros ministérios e instituições. O documento, que estava em consulta pública até o dia 14 deste mês, pretende auxiliar o planejamento dos municípios que buscam o desenvolvimento socioeconômico através da inovação.

O tema foi destaque nesta quarta-feira (18) na estreia do RCD Cidades, o novo programa de entrevistas da Rede Cidade Digital, conduzido pelo diretor da RCD, José Marinho.

De acordo com a coordenadora-Geral de Transformação Digital do MCTI, Eliana Emediato, primeira entrevistada do RCD Cidades, a carta surge como uma agenda pública para investimentos em tecnologia e inovação nos municípios a partir de 2021.

Veja a entrevista na íntegra com Eliana Emediato no RCD Cidades

Para a coordenadora de Transformação Digital, o desafio será fazer com que o conceito de uma cidade inteligente seja priorizado pelos novos eleitos. “A carta trata não só de uma cidade conectada e inovadora, mas também de uma cidade segura, inclusiva e economicamente forte. Para você ter uma cidade inteligente é preciso ter o desenvolvimento urbano e sustentável”, ressalta Eliana.

São oito objetivos estratégicos para orientar o planejamento dos municípios. O documento frisa que “as discussões e iniciativas de cidades inteligentes surgem em plena época de transformação digital”, processo acelerado nas administrações públicas durante a pandemia e que vem exigindo novas formas de relacionamento entre poder público e cidadão.

A Carta destaca que:

“Cidades Inteligentes são cidades comprometidas com o desenvolvimento urbano e a transformação digital sustentáveis, em seus aspectos econômico, ambiental e sociocultural, que atuam de forma planejada, inovadora, inclusiva e em rede, promovem o letramento digital, a governança e a gestão colaborativas e utilizam tecnologias para solucionar problemas concretos, criar oportunidades, oferecer serviços com eficiência, reduzir desigualdades, aumentar a resiliência e melhorar a qualidade de vida de todas as pessoas, garantindo o uso seguro e responsável de dados e das tecnologias da informação e comunicação”.

Acesse abaixo o documento

Carta Brasileira para Cidades Inteligentes – Versão disponibilizada para consulta pública

O diretor da RCD, José Marinho, ressalta que o documento surge para direcionar as ações da administração pública municipal de forma integrada. "É um caminho sem volta. As Prefeituras precisam definir um planejamento estratégico a curto, médio e longo prazo, estruturar, aquelas que ainda não possuem, um departamento de TI para conduzir as ações em conjunto com as Secretarias", observa. 

Autor: Sharlene Sarti
Fonte: Rede Cidade Digital

COMPARTILHE

Rede Cidade Digital

Rua Marechal Deodoro 252 - Centro

CEP: 80.010-010

Telefone: (15)99714-0329

caracteres restantes