Ir para conteúdo

Transformação digital é o primeiro passo para o Metaverso no setor público

Gestores e servidores de mais de 100 municípios acompanharam o RCD Cidades nesta quinta-feira sobre o tema

metaverso RCD Cidades debora

OUÇA O ÁUDIO

O Metaverso, a nova era digital vem gerando expectativa e curiosidade no mundo sobre as possibilidades e as formas que a nova ferramenta irá impactar na vida das pessoas e em especial no setor público. 
 
Para falar sobre o tema, o RCD Cidades, o programa de entrevistas da Rede Cidade Digital, conduzido pelo diretor José Marinho, trouxe como convidada, nesta quinta-feira (09), a estatística do Instituto das Cidades Inteligentes (ICI), Débora Morales. Gestores de mais de 100 Prefeituras se inscreveram para conhecer como as cidades devem se preparar. 
 
Segundo a especialista do ICI, o primeiro passo a ser dado para que o poder público faça parte desta nova realidade, é o da transformação digital, com a digitalização dos processos e utilização de ambientes virtuais para o relacionamento com funcionários e cidadão. 
 
Ela explica que o metaverso surge como um ambiente virtual 3D que vem para integrar e mudar a forma com que as pessoas se relacionam, consomem e estudam, por exemplo, oferecendo uma experiência imersiva a partir de uma realidade aumentada e estendida. “Ele também cria uma realidade espelhada do nosso mundo real utilizando a tecnologia dos gêmeos digitais que também é uma tecnologia para fazer o espelhamento das cidades que estão dentro do metaverso. Ele também acaba construindo um sistema econômico baseado na tecnologia do blockchain para trazer um pouco mais confiança nas transações digitais que vão ocorrer dentro desse mundo virtual”, explica Débora.

Trata-se de uma uma realidade aumentada que poderá beneficiar, por exemplo, o turismo de uma cidade e tornar aulas como de história, química e biologia muito mais atrativas, abrindo diversas possibilidades de imersão dentro da realidade virtual, por exemplo, conforma ressalta a convidada. "

Ela destaca ainda que o nível de maturidade do metaverso no Brasil vai depender muito do desenvolvimento tecnológico, principalmente, da implantação do 5G, cuja previsão de início é no próximo mês, conforme leilão realizado pela Anatel. “É uma realidade nova e o poder público vai ter que acompanhar. O metaverso vai quebrar fronteiras e barreiras. O ganho dessa ferramenta é poder estar em qualquer lugar do mundo sem gastar nada".   

Clique aqui e confira a entrevista na íntegra: 
https://youtu.be/0InkFhGYuyg
 
 

Autor: Sharlene Sarti
Fonte: Rede Cidade Digital

COMPARTILHE

Rede Cidade Digital

Rua Marechal Deodoro 252 - Centro

CEP: 80.010-010

Telefone: (41)3015-6812

caracteres restantes